6 assassinos da motivação que te impedem de evoluir no inglês

No artigo de hoje vou compartilhar com você quais são os 6 assassinos da motivação na hora de aprender inglês, talvez você se identifique em alguns deles.

Quando se estuda online e sozinho é muito importante manter a motivação sempre viva, pois é necessário ter muita disciplina e consistência para nos manter focados e nos afastar das distrações que vivem a nossa volta. Hoje você vai entender porque é importante conhecer esses “assassinos da motivação” e vai saber como lidar com cada um deles.

  1. MEDO – “Tenho medo de conversar com outras pessoas”

Conheço bem esse sentimento, é algo que eu sentia bastante quando estava aprendendo, e algo que vejo que meus alunos têm muita dificuldade de enfrentar, mas se eu pudesse dar um conselho para a minha versão mais nova, diria: Não tenha medo, apenas se joga e fala!

O medo pode realmente nos travar, então não deixe que seu medo assuma o controle de como você age. A maioria das pessoas (inclusive eu) aprende um idioma para se conectar – para conhecer pessoas interessantes de todo o mundo. Portanto, é muito fácil começar a pensar “qual é o objetivo?” Sempre que você se sentir sobrecarregado com o pensamento de realmente usar seu novo idioma.

Aqui está a minha solução de três etapas para esmagar o medo e reconquistar sua motivação:

Etapa 1: dê pequenos passos fora da sua zona de conforto

Se você tem medo de ter uma conversa em inglês, comece se desafiando de maneiras menores. Tente criar um vídeo falando algo em inglês para você mesmo e assista, se cadastre em um aplicativo de trocas de idiomas e puxe papo com alguém por texto. Cada pequeno passo aumentará sua confiança ao falar com as pessoas.

Etapa 2: tenha sua primeira conversa com alguém que “entende”

Nem todos que você conhece, que fala inglês, querem falar com um iniciante. É por isso que recomendo ter sua primeira conversa (e, idealmente, suas primeiras conversas) com alguém que saiba inglês e que te apoie neste caminho. Converse com um amigo, ou encontre um parceiro ou tutor de intercâmbio de idiomas.

Você também pode conhecer outros alunos de idiomas nos seguintes lugares:
• italki – encontre tutores e parceiros de intercâmbio de idiomas
• HelloTalk – bate-papo por texto com pessoas que falam seu idioma de destino
• Meetup – muitas cidades têm grupos Meetup para diferentes idiomas
• Tandem- interaja com outros seguidores enquanto comentam em postagens e inspire-se com seu entusiasmo

  1. AUTO-DÚVIDA – “Não sei se estou fazendo isso direito”.

Quando você aprende um idioma por conta própria, tem muitas oportunidades para duvidar de si mesmo. Quando você cria seu próprio plano de estudos, mede seu próprio progresso e estuda no seu próprio ritmo, é difícil avaliar o seu desempenho. Você não tem a oportunidade de identificar os erros cometidos e corrigi-los, obter feedback sobre sua pronúncia ou até mesmo experimentar o que aprendeu.

O conselho neste caso é encontrar um tutor ou um parceiro de troca de idiomas. Considere ingressar em uma comunidade de estudantes de idiomas. É ainda melhor se essa comunidade ajudar você a se conectar com pessoas que aprendem o mesmo idioma que você

  1. SÍNDROME DO DEVORADOR DE LIVROS – “Eu faço todo esse estudo, mas ainda não consigo falar o idioma”.

Sempre que ouço essa reclamação, penso em como estudar errado pode ser frustrante, a pessoa estuda, estuda, mas nunca chega no seu objetivo e isso realmente é desmotivador.

É importante que você entenda uma coisa: para falar um novo idioma, você falar o idioma.

Somente livros e cartões de memória não produzirão os resultados que você espera, você precisa estudar de maneira eficiente para que realmente consiga alcançar seu objetivo.

Além de estudar os livros com as estruturas, você precisa desenvolver todas as 5 habilidades do idioma que seriam escutar, ler, entender, escrever e, principalmente, falar. E tente falar desde o primeiro dia, pode ser uma palavra, uma frase, não importa o importante é falar!

  1. EMBARALHADOR DE PALAVRAS – “Não entendo o que as pessoas dizem quando me respondem.”

Esse assassino de motivação acontece depois que você começa a falar – geralmente acontece durante a sua primeira conversa.

Você ouviu muitos podcasts, talvez tenha até preparado uma folha de dicas e atendeu uma chamada.

No ínicio tudo vai bem, você consegue se apresentar, você está arrasando- e então a pessoa com quem você está falando diz algo que não faz sentido. Você não entende uma única palavra.

Você sorri sem jeito, pede que eles repitam o que disseram e talvez dessa vez você possa escolher uma ou duas palavras. Mas ainda assim, você está confuso.

Por que isso acontece?

A maneira como as pessoas falam no mundo real geralmente é completamente diferente da maneira como falam em podcasts ou cursos de idiomas.

Eles nem sempre falam claramente. Eles geralmente combinam palavras para que você não possa diferenciá-las e pode ter um sotaque diferente do que está acostumado. As opções de palavras deles podem ser diferentes do vocabulário que você aprendeu.

Planeje o que vai falar quando você não entende

Aprenda as seguintes frases em inglês:

  • “Você pode repetir por favor?” Can you repeat, please?
  • “Você pode falar mais devagar, por favor?” Can you speak slowly, please?
  • “Você poderia digitar essa palavra para mim?” Can you type this word for me, please?

Ao aprender essas quatro frases, você saberá exatamente o que dizer quando não entender.

  1. SE SENTIDO TRAVADO: “Não estou fazendo nenhum progresso.”

Mais de uma vez ao longo de sua jornada de aprendizado de idiomas, você alcançará um platô. Você sentirá que está andando na lama e não está chegando a lugar nenhum.

Não importa o que você faça, você simplesmente não parece melhorar.

Quando isso acontece, não é que você parou de melhorar. Só que você atingiu um nível tão alto no seu idioma que não consegue ver as melhorias que está fazendo.

Por que isso acontece:

Quando você começa a aprender um idioma, sua primeira palavra fornece infinitamente mais conhecimento no idioma do que você tinha. Sua segunda palavra? Apenas 100% a mais (porque 2 é 100% maior que 1).

E a terceira palavra é apenas 50% mais conhecimento (porque 3 é 50% maior que 2).

Quando você conhece 100 palavras, uma nova palavra é apenas 1% mais conhecimento. A porcentagem fica cada vez menor quanto mais você aprende. E como essa porcentagem fica menor, é mais difícil perceber.

Digamos que você saiba cerca de 1.000 palavras em inglês. Outros dez não parecerão grande coisa. Mas quando você estava começando e sabia apenas cerca de 100 palavras, essas dez novas palavras fizeram a diferença. É tudo uma questão de perspectiva – e encontrar forças novamente requer uma mudança de perspectiva.

  1. FALSOS COMEÇOS – “Não consigo manter uma rotina de estudos consistente”.

Pode ser tentador pular com muita frequência o jeito de estudar, pois perdemos o foco muito rapidamente e contando com milhares de fontes de estudos isso acaba sendo um desafio.

O resultado? Você nunca se assenta em uma rotina.

O salto de recursos pode não ser o único motivo para você ter dificuldade em manter uma rotina. Talvez seja porque você sente que não tem tempo. No trabalho ou na escola, obrigações sociais e outros interesses, pode ser difícil encaixar o aprendizado de idiomas em sua vida regularmente.

Se isso se parece com você, você provavelmente é conhecido como “falso iniciante”. É alguém que começou a aprender um idioma algumas vezes. Você tem conhecimento básico de um idioma, mas começou a aprendê-lo desde o início várias vezes e também parou várias vezes.

O que você pode fazer para finalmente se comprometer com o aprendizado de idiomas para que você não precise continuar aprendendo desde o início?

Comprometer-se com um período específico de estudo aprofundado. Isso pode levar apenas 30 dias, embora seis meses seja o ideal. Por que um período de tempo específico? Como, por mais intenso que seja, você pode se assegurar de que tudo acabará. Além disso, você descobrirá que, durante o período em que estuda, começará a criar um hábito linguístico e se apaixonará pelo aprendizado diário. Você também vai se aprofundar o suficiente no idioma e, quando voltar, não voltará no nível iniciante – poderá continuar de onde parou.

Se algum desses sete assassinos de motivação parecer familiar demais, você não estará sozinho. Sou capaz de escrever sobre eles porque os conheço!

As soluções aqui são um excelente ponto de partida para retomar sua motivação, mas às vezes precisamos enfrentá-las de frente.

Você também pode gostar de:

GUIA - 12 PASSOS PARA DOMINAR O INGLÊS (Gratuito)

BAIXAR AGORA
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!